O INSS não fará mais o adiantamento de um salário mínimo para trabalhador doente; será preciso passar por perícia.

A pandemia de Corona vírus (COVID-19) ainda não chegou ao seu final, no entanto, benefícios definidos pelo governo federal para lidar com a crise provocada pelo isolamento social estão acabando.

O prazo para solicitar o adiantamento de um salário mínimo aos segurados que necessitam do benefício de auxílio doença encerrou no dia 30/11 e não haverá prorrogação, conforme nota conjunta da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e do INSS. Com isso, o segurado que ficar doente ou sofrer algum acidente só poderá ter o benefício liberado após passar por uma perícia médica nas agências da Previdência Social.